Como Mudar Hábitos? 4 Passos Fundamentais

mudar hábitos

Pexels

A mudança é um elemento constante da vida. Tanto de forma voluntária ou devido a condições externas que não controlamos, mudar hábitos pode ser desafiante e intrigante, contudo com capacidade de adaptação, persistência, flexibilidade e confiança podes alcançar grandes aprendizagens e progressos. Sair da zona de conforto requer muitas vezes um salto de fé, uma forte crença de que seja lá o que vier será pelo melhor, será para aprender o que é necessário no momento presente. Acredito que para mudar hábitos, seja também importante reflectir sobre quem somos, sobre os nossos interesses e motivações mais fortes. Tendo isto em conta pode ser extremamente enriquecedor olhar para dentro e dedicar algum tempo a explorar 10 Ferramentas de Autoconhecimento.

 

Existem, naturalmente, mudanças mais ou menos impactantes que implicam diferentes níveis de empenho e dedicação. Contudo, após leituras, reflexões e experiências partilho 4 simples passos que podem orientar-te no processo de mudança de hábitos, tornando-o mais tangível, fluído e gratificante.

 

1º passo: Pega num caderno e define de forma objectiva e honesta o hábito que queres adquirir e integrar no teu quotidiano, no teu modo de ser e estar. Escrever ajuda a organizar ideias e a estabelecer um compromisso com o que é passado para o papel. Esta mudança pode referir-se a qualquer plano: mental, emocional, físico ou espiritual. Caso até procures uma mudança mais global, sugiro que estabeleças estes quatro tópicos como ponto de partida e que para cada um definas um novo hábito.

 

2º passo: Em seguida indica qual é a tua motivação. Porque é realmente importante implementar esse novo hábito? O que procuras transformar ou erradicar de forma a melhorar? Integrar bem a causa que impulsiona a vontade de mudar hábitos é importante para que não te esqueças do que te levou a iniciar este processo. Deste modo sempre que releres sentirás mais força para continuar.

 

3º passo: Indica em seguida o que podes fazer hoje ou num futuro próximo que te aproxime desse objectivo. Por exemplo, suponhamos que queres implementar na tua rotina uma modalidade desportiva. Como primeiro passo podes definir começar a pesquisar sobre as opções que te cativam mais e que estão disponíveis na tua zona de residência ou de trabalho. Este seria um simples e importante primeiro passo.

 

4º passo: Ao final de cada dia aponta no caderno ou folha em que escreveste os teus novos hábitos, algo que fizeste que te colocou mais perto dos teus objectivos. Podes assinalar com um X, outro símbolo que te faça sentido ou até descrever. Não importa se foi um gesto ou atitude com maior ou menor impacto, o que interessa é que contribuiu de algum modo para a mudança de hábito. Assinala todos os dias para que possas acompanhar e sentir satisfação pelo teu progresso. Se nem sempre puderes fazer algo em prol dessa meta, não importa. O que interessa é continuar e perseverar. Tendo em mente este exercício e intenção notarás que surgirão naturalmente mais ideias e avanços ao longo do dia.

 

Normalmente são estabelecidos 21 dias como o período de tempo indicado para mudar um hábito, contudo creio que dependerá da mudança em questão. Segundo a autora Hal Elrod (O Milagre da Manhã) o ideal será estabelecer pelo menos 30 dias. Nos primeiros 20 dias o novo hábito será implementado de forma deliberada e com esforço que poderá trazer algum desconforto, pois o cérebro resiste à mudança pelo maior consumo de energia e experiência fora da zona de conforto. Contudo, nos últimos 10 dias dá-se a fase de consolidação, o hábito tornou-se automático e é já desfrutado depois do empenho nas fases anteriores.

 

Se queres mudar de forma intencional a vontade e persistência são factores fundamentais, Não basta querer, há que trabalhar por isso e saber que é preciso tempo para cultivar novos hábitos.

 

Estás em processo de mudança de hábitos? O que gostarias de partilhar sobre a tua experiência? 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *