A Importância da Gratidão

a importância da gratidão

Photo by Green Chameleon on Unsplash

O cérebro tem tendência para enaltecer os momentos negativos. De forma a manter a sobrevivência e preparar respostas face a obstáculos, tendemos a reter o que correu mal. Importa estar atento a esta tendência e destacar os aspectos mais favoráveis. Este exercício, que se aprimora de forma gradual, contribui para a prática da gratidão.

A investigação já comprovou que as pessoas gratas cumprem melhor os seus objectivos, vivem de forma mais saudável e revelam menos problemas físicos. A gratidão é um antídoto para o desânimo e desmotivação. A sensação que proporciona pode ser tão intensa e maravilhosa que todas as preocupações e dúvidas perdem o seu impacto. Podes reconhecer e agradecer não só pelos grandes objectivos alcançados, mas também por tudo o que te traz bem-estar. Pode ser o sorriso de uma criança, um passeio ao fim da tarde, o patudo que te felicita quando chegas a casa, entre tantas outros instantes simples e felizes. Perante momentos de maior tensão permite-te parar e reflectir sobre o que há a agradecer, o impulso para continuar e perseverar será mais forte. 

Depois de começares a notar todos esses momentos pelos quais tens vontade de agradecer, podes também reparar que as situações menos agradáveis também têm importância. Em cada uma encontras uma aprendizagem implícita, a qual te será útil em futuras circunstâncias. De forma construtiva o que não correu bem é percepcionado como forma de crescimento, não como uma pedra no sapato que teima em ficar.

Para além de escrever um diário de gratidão, podes criar o hábito de apontar ao final do dia o que mais te surpreendeu pela positiva ou, antes de dormir, fazer um agradecimento pelos momentos vividos.  Outra alternativa será criar uma caixa na qual incluas recordações e elementos que te façam sentir grata. Podes juntar fotografias, bilhetes, postais ou citações. Agradecer de manhã pela oportunidade de usufruir desta experiência é uma forma mágica de começar o dia!

Como introduzes a prática da gratidão no teu quotidiano? 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *