O que o Reiki não é?

Photo by Paul Rysz on Unsplash

A difusão do Reiki tem sido evidente. Cada vez mais encontramos esta terapia integrada em clínicas e unidades hospitalares, sendo o caso do Hospital São João o exemplo mais notório e divulgado. Contudo, há algum tempo surgiu a vontade de clarificar algumas ideias que por vezes surgem associadas a esta vertente terapêutica. Aponto quatro pontos que não correspondem ao que o Reiki representa e proporciona. Todos os factores aplicam-se tanto em contexto de aplicação em animais como em pessoas, naturalmente.

O que o Reiki não é:

Técnica de diagnóstico

Apesar de existir a possibilidade de o terapeuta notar diferentes sensações ao longo da aplicação que o possam remeter para o funcionamento fisiológico ou estados emocionais, não cabe a este profissional fazer diagnósticos, seja no âmbito físico ou psicológico.
A acção do Reiki não contempla este procedimento, sendo que é extremamente importante ter em conta este ponto quando é feita a comunicação sobre o método com clientes/pacientes, alunos ou outras pessoas interessadas em saber mais sobre a terapia.

Cura Milagrosa e Imediata

Embora o Reiki possa desencadear efeitos surpreendentes e rápidos em situações pontuais e a médio-prazo (ex: cicatrização, recuperação pós-cirúrgica, alívio da dor e desconforto, relaxamento, redução da ansiedade, aumento da vitalidade, entre outras), em alguns casos será necessário um acompanhamento mais contínuo, conciliando sempre com a medicina tradicional. Cada processo é único e tanto o animal como o ser humano responderá de uma forma singular a esta terapia. Não existe modo de prever e determinar resultados com exactidão. A hipótese de indicar que em X sessões a questão estará resolvida não se aplica. É necessário observar as melhorias que ocorrem à medida que são realizadas as sessões e fazer os ajustes necessários e adaptados a cada situação.

Alternativa à Medicina Tradicional

O Reiki actua de forma complementar apoiando e potenciando a recuperação ao harmonizar a energia vital. A intervenção médica não pode ser descartada. Cada parte assume e desempenha o seu papel. Ambas as contribuições são perfeitamente conciliáveis e permitem, em parceria, proporcionar um estado de bem-estar mais pleno tanto em animais como em pessoas.

Culto e Religião

A prática de Reiki não está integrada ou associada a nenhuma religião ou culto. Esta terapia complementar e filosofia de vida (ver Os 5 Princípios do Reiki)  pode ser aprendida, recebida e aplicada independentemente da religião. Apenas é necessário estar disponível para aprender, sentir ligação com a prática e confiar no seu potencial.

“O Reiki está disponível para quem o procura.”

Hawayo Takata

Gostaria de conhecer os vossos pensamentos em relação a estes pontos!

Encontram outros factores que por vezes também se associam ao Reiki de forma equivocada?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *