O que Deves Saber Sobre a Relação Com o Teu Animal

relação humano-animal

Pexels

Os animais que dividem a sua vida com humanos não o fazem de forma aleatória ou por mero acaso. Existe um propósito e uma razão que subjaz a relação humano-animal que remonta à pré-história.

Conviver ou ter preferência por gatos, cães, coelhos, aves ou outros seres, tem a sua razão de ser e está intimamente ligado à fase de vida que atravessamos e quais as necessidades do presente. Mesmo que não tenhamos consciência das mesmas.

Uma espécie ou raça pode ser mais apelativa, mas de forma inconsciente escolhemos o animal que mais nos espelha. Esta escolha intuitiva vai ao encontro do que mais precisas de trabalhar interiormente.

O comportamento do animal pode ser um alerta para questões que precisam da tua atenção. A sua conduta surge como uma mensagem que é necessário integrar e compreender. Importa começar a observar os nossos animais com mais atenção, para que possamos entender o que temos de modificar e melhorar.

Determinados padrões mentais desencadeiam reacções emocionais e comportamentais que originam desequilíbrios energéticos. O desequilíbrio no corpo energético, organizado em sete principais Chakras, poderá provocar patologias no corpo físico. Por exemplo, um desgosto ou ressentimento pode provocar um bloqueio no Chakra Cardíaco. Este vórtice central, localizado à altura do osso esterno, está relacionado com a glândula timo, com o coração, sistema circulatório, aparelho respiratório e parte superior da coluna. Deste modo, um desequilíbrio no quarto Chakra poderá desencadear problemas físicos como: arritmia cardíaca, colesterol, pressão alta, tensão muscular, asma, pneumonia, entre outros.Cada centro energético tem ligação a glândulas e órgãos.

A comunidade médica reconhece que 80% das patologias são psicossomáticas. Os pensamentos e emoções originam uma reacção fisiológica no organismo. Sentir raiva, tristeza ou irritação leva à libertação de químicos internos como o cortisol e adrenalina, que em excesso têm um efeito negativo sobre o estado de saúde.

Dentro do panorama da medicina energética considera-se que a doença surge primeiramente no campo energético e só posteriormente no corpo físico. Na América, a colaboração entre a medicina intuitiva e a medicina convencional é já uma realidade. O tratamento médico convencional e o tratamento energético complementam-se. Carolyn Myss é um dos nomes mais sonantes da medicina energética. Colaborou de forma extensa com o Dr. Norman Shealy, neurocirurgião especializado na abordagem da dor e fundador da America Holistic Medical Association.

No contexto da relação humano-animal, os animais absorvem e reflectem o nosso padrão mental, emocional, comportamental e energético. No caso dos animais domésticos a sobrecarga é maior, devido à interacção constante com os seus humanos. Temos a responsabilidade de cuidar de nós e dos seres que dividem a sua vida connosco. O corpo funciona como um todo e nenhuma componente deve ser descurada. Cuidar da mente, emoções, corpo físico e da nossa energia são passos essenciais para alcançar um bem-estar integral. Deste modo, podemos sim melhorar a relação humano-animal.

 Vê também 12 benefícios do Reiki para animais

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *