O Desconfinamento e os Animais: preparar a mudança

Apesar de ainda existir muito por determinar, surgem indícios de alguns regressos às rotinas nas próximas semanas. Para podermos diminuir a possibilidade de nos depararmos com desequilíbrios emocionais e comportamentais nos animais que nos acompanham nesta fase de desconfinamento, é importante ter algumas questões em conta. No que se refere às terapias ,tanto o Reiki como os florais podem ajudar, iniciando a toma com antecedência, na transição para uma nova mudança. Contudo, existem também orientações a nível comportamental que precisam de ser aplicadas. É necessário preparar, planear e desenvolver estratégias para que eles estejam mais preparados para uma nova alteração na rotina.

– Aumentar gradualmente o tempo que passamos fora, deixando sempre estimulação mental, algo que eu refiro sempre pela importância que tem. Se precisam de ideias para desenvolver estratégias de enriquecimento ambiental pesquisem o tema ou acedam aos posts (Enriquecimento Ambiental para Cães e Enriquecimento Ambiental para Gatos) e links úteis no meu site para encontrarem ideias e orientações. É também importante perceber as necessidades e preferências de cada animal. Se vivem com mais do que um animal e no caso do enriquecimento ambiental alimentar, cada um deve ter acesso a recursos como comedouros , kongs, comida e/ou biscoitos escondidos de forma individual, em divisões separadas, pois cada um tem o seu ritmo e evitamos possíveis atritos. No youtube encontram imensas opções e orientações, experimentem o que os cativa mais para aplicarem, testem e façam tentativas. É importante variar os estímulos, aumentar o valor ou a dificuldade para que fiquem entretidos mais tempo, não fazer sempre o mesmo, recorrendo também a som, odores, etc.

– Manter, cada vez mais o espaço individual em casa, evitando estar em permanente contacto com os patudos;

– Premiar quando estiverem sozinhos a envolvidos com alguma actividade com um elogio ou biscoito para que não sintam necessidade de pedir atenção e criarem assim mais independência;

– O exercício é sempre importante, devendo ser ajustado à condição física de cada animal. No caso dos cães importa garantir um bom passeio antes de irem para o trabalho, deixando cheirar durante o tempo que precisam, variar os lugares e se não podem mesmo proporcionar um passeio mais prolongado escolham lugares como jardins, ou outros espaços verdes ricos em estímulos olfactivos e deixem cheirar com calma, é super importante. Com o tempo de exercício garantido reduzimos a hipótese de observar estados de ansiedade. Se neste momento estão a fazer passeios mais longos voltem gradualmente a retomar os horários de antes, sem desenvolver uma mudança radical.

– Ao optar também pela terapia floral para ajudar é necessário começar, idealmente, algumas semanas antes, pois o efeito das terapias não é instantâneo, mas sim gradual. As questões emocionais vão sendo trabalhadas, por isso é preciso tempo para vermos diferenças e cada caso é diferente e segue ao seu próprio ritmo.

– Outro aspecto essencial é a nossa atitude e comportamento. Importa agir com naturalidade e não gerar preocupação desnecessária. Se agirmos com neutralidade e leveza no retorno aos horários de antes eles também se poderão sentir mais tranquilos e seguros com a mudança a decorrer neste desconfinamento.

Se sentirem que precisam de dar suporte através do Reiki ou terapia floral nesta fase de desconfinamento, entrem em contacto e a nível comportamental procurem se necessário uma ajuda especializada como um treinador certificado, credível com boas referências que trabalhe com reforço positivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *