A Aceitação do Eu Presente

aceitação do eu presente

Pexels

A aceitação é um tema recorrente e às vezes abordado de forma leve, pois acredito que pode implicar um processo desafiante e de atenção consistente. Estamos habituados a atribuir valor e reconhecimento a metas alcançadas e objectivos concretizados. De algum modo dependemos sempre de algo mais por fazer ou atingir para aceitarmos e valorizarmos quem somos. O Eu presente fica como que suspenso, em espera, pois para ser olhado com maior apreciação ainda precisa de ser ou alcançar mais.

Mas será que precisa?

O estatuto ou o reconhecimento almejados modificarão quem somos em essência? O meu pensamento, emoção, atitude e comportamento face aos outros e o que me rodeia não serão enriquecidos pela quantidade de concretizações. O Eu do presente precisa de ser admirado neste momento e não comparado com o Eu que gostaríamos de ver no futuro. Na verdade somos muito mais que um conjunto de habilidades, formações e títulos. Estes componentes são parcelas que fazem parte de uma identidade complexa, diversa e imensamente rica.

Ainda assim não quero assemelhar aceitação a resignação. Acredito que é útil e importante visualizar os nossos sonhos e trabalhar para a sua concretização. Sou totalmente a favor da construção dos planos que correspondem ao ímpeto da essência, ao que já vive em nós no agora! Contudo, sejam quais forem os planos ou as fases de concretização em que se encontram, neste momento eles fazem parte de quem somos, são extensões da essência, integram a realidade interna e derivam da fonte de abundância que cada Ser representa. Eles existem devido a qualidades intrínsecas já existentes. Deste modo, o que podemos ver quando nos imaginamos daqui a meses ou anos não pode condicionar a estima por quem somos agora.

A valorização da verdadeira identidade precisa de ser mantida independentemente da personagem ou representação social que assumimos ou queremos assumir, pois parte de um deslumbramento face à existência e o seu enorme potencial.

Qual é o teu parecer sobre o tema? Como vives a aceitação de quem és neste momento?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *