10 Passos para Aumentares a tua Vibração

como aumentar a vibração em 12 passos

Photo by rawpixel on Unsplash

Toda a matéria que constitui o universo é composta de energia, a qual vibra em diferentes frequências no nível quântico. O conceito de energia não é de todo recente. No Japão o Reiki surgiu em 1922 e o Tai Chi é praticado pelos chineses há milhares de anos. Ao aumentar a vibração acabas por atrair e vivenciar momentos que correspondem a esse nível mais elevado. Deste modo aumentas a tua qualidade de vida e felicidade. Felizmente, existem várias formas de aumentar a vibração de forma prática e acessível.

Então, o que posso fazer no dia-a-dia para aumentar a vibração?

Meditação e atenção plena

Os pensamentos e emoções têm uma enorme influência no teu nível vibracional. Através do treino da mente e da atenção consciente no momento presente consegues geri-los melhor, pois posicionas-te como um observador neutro. Dá-te conta dos pensamentos e emoções que surgem, nota o que se move em ti sem resistência. Contudo, não te deixes emaranhar por espirais de pensamentos autodepreciativos. A consciência muda tudo, como um gesto de autocuidado nutre pensamentos que promovam o teu bem-estar.

Se fizer sentido lê as publicações :

O Verdadeiro Poder da Meditação

7 Ideias para Conseguir Viver o Presente 

3 Ideias para Praticar Atenção Plena

Aceitação

Esta atitude remete para uma postura neutra e de maior objectividade face o que há agora, com todas as facetas mais ou menos agradáveis. Contudo, sem permitir que a resignação se instale, sem entrar num estado de apatia e conformismo. Reconhecer e aceitar o que há é essencial para dar os primeiros passos no caminho da mudança. Pois se não aceito as minhas circunstâncias entro num estado de ilusão que não me permite arregaçar as mangas e construir a realidade que desejo. Com a aceitação não desenvolves uma tensão constante que deriva da resistência ao que aconteceu ou acontece na tua vida. Observa e aceita, mas também pergunta-te, “O que posso fazer neste momento para mudar isto, para melhorar quem sou e a realidade que me rodeia?”. Sem culpa ou autocrítica, mas com profunda vontade de te superares.

Perdão

Perdoa-te a ti mesmo e aos outros. O perdão é uma das maiores libertações que podemos experienciar. Cada vez mais me apercebo da importância de reconhecer que fazemos o que podemos e sabemos em cada momento, tal como as pessoas que encontramos. Reconhece as valiosas aprendizagens e solta, permite-te avançar sem ressentimentos e mágoas. Poderás notar de imediato como te sentes mais leve e serena.

Gratidão

Abordei a importância de desenvolver esta atitude na publicação A Importância da Gratidão.  Há uns dias surgiu-me uma sensação de deslumbramento face à  vida em mim e ao meio envolvente. Precisamos de agradecer todos os recursos internos e externos aos quais acedemos, identificar o que é realmente importante e não dar nada por garantido. Ao reconheceres e agradeceres por tudo o que és, tens e vives, aumentas muito a tua vibração e permites que mais bons momentos entrem na tua vida. Foca no positivo e evita reclamar ou assumir uma posição de vítima.

Respiração Consciente

A respiração é um recurso tão simples e sempre acessível! Quando sentires maior confusão ou tensão foca a atenção na inspiração e expiração. Nota as sensações corporais e como aos poucos um estado de relaxamento e lucidez se vai instalando.

Expressa o teu carinho e amor no que fazes e na relação com os outros

A energia que emitimos corresponde ao que recebemos. Não se trata de dar com a intenção ou expectativa de receber, mas refiro-me sim à intenção de colocar-mos o melhor de nós em tudo o que fazemos e nas relações que estabelecemos. E em cada dia o melhor de nós pode ser diferente e está tudo bem. Por vezes surge a vontade de criticar ou culpabilizar o exterior, mas a chave está sempre em nós. Mesmo face situações inesperadas que provocam indignação, com consciência é possível escolher como o ocorrido nos irá influenciar.

Selecciona o que consomes:

Opta por alimentos que sejam nutritivos e que permitam cuidar do corpo. Uma alimentação baseada em junk food apenas sobrecarrega o processo digestivo e promove um desgaste energético desnecessário.

Prefere músicas que elevem a tua disposição, que te façam sentir alegre e optimista. As musicas com melodias tristes ou letras mais deprimentes vão influenciar o teu estado de humor, tal como actuar a nível subconsciente.

Escolhe bem o que vês na TV, Netflix, youtube e etc. Tal como o que lês. Dá preferência a conteúdos instrutivos que realmente te acrescentam algo de gratificante.

Não leves tudo a peito

Apenas és responsável pelo o que fazes, não te podes responsabilizar pelos actos dos outros. Os comentários e acções de quem te rodeia é da responsabilidade deles. Surgem através do seu sistema de crenças  e nível de consciência. Tu sabes quem és e reconheces o  teu valor, por isso não deixes que opiniões alheias interferiam no teu bem-estar.

Faz actividade física

O bem-estar gerado pela libertação de endorfinas irá também aumentar a tua vibração. Sempre que faço alguns exercícios de yoga de manhã ou caminho à noite noto imensas diferenças. Não só no estado de ânimo como na capacidade cognitiva. Não é necessário muito tempo, 10 a 15 minutos já fazem diferença e é muito importante escolher uma actividade que te dê prazer e não fazer opções simplesmente porque estão na moda.

Experimenta voluntariado

Sempre admirei muito actividades de voluntariado. Conseguir dedicar tempo e atenção a uma causa que consideramos relevante pode ser imensamente gratificante. Se te faz sentido, não deixes para amanhã e procura o que mais gostarias de fazer considerando o tempo que tens disponível.

E, sem fundamentalismos ou autocrítica, porque naturalmente não estaremos sempre no nosso melhor, podemos sempre reconhecer que há tanto a fazer para nos sentir-mos melhor! 

Partilho ainda uma escala desenvolvida em 2002 pelo Dr. David Dawkins. Esta foi desenvolvida com base nos princípios dos testes musculares e cinesiologia. A escala revela a correspondência da tua vibração de acordo com diferentes circunstâncias e estados de humor.

escala de vibrações Dr. Hawkins

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *